(15) 3211-0807 Sorocaba
(11) 5096 3306 São Paulo
8h - 18h Segunda - Sexta
 Divulgação de assuntos médicos nas redes sociais

Divulgação de assuntos médicos nas redes sociais

Que as redes sociais é uma realidade na vida de todos, inclusive de empresas, todo mundo sabe. Mudamos nosso modo de nos relacionarmos, inclusive médico e paciente. Porém, é preciso seguir uma conduta que mantêm uma postura ética e legal adequada. Aqui vão alguns esclarecimentos sobre a divulgação e publicidade de assuntos médicos na internet e em canais das redes sociais:

- É permitido que os médicos publiquem nos seus perfis dados como: especialidade, CRM, RQE. Porém, o médico não deve colocar endereço e telefone do local onde atendem.

- É proibido distribuir e publicar em sites e canais de relacionados, fotos tiradas com pacientes no momento de atendimento, como em consultas ou cirurgias.

- Está proibido divulgar fotos, imagens ou áudios que caracterizem sensacionalismo, autopromoção ou concorrência desleal. Neste grupo, se enquadram as fotos conhecidas como “antes e depois” e mensagens de elogios a técnicas e aos resultados de procedimentos feitos por pacientes ou leigos, associando-os à ação de um profissional da Medicina.

- É proibido a realização de consultas, diagnósticos ou prescrições por qualquer meio de comunicação de massa ou à distância, assim como expor a figura de paciente na divulgação de técnica, método ou resultado de tratamento.

- É proibido usar a internet para anunciar métodos ou técnicas não consideradas válidas cientificamente e não reconhecidas pelo CFM, conforme prevê a Lei nº 12.842/13, em seu artigo 7º, que atribui à autarquia o papel de definir o que é experimental e o que é aceito para a prática médica.

- É vedado ao médico, anunciar especialidade/área de atuação não reconhecida, bem como especialidade/área de atuação para a qual não esteja qualificado e registrado junto aos Conselhos de Medicina.


Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica