Mães que estão amamentando podem realizar tratamento estético?

Mães que estão amamentando podem realizar tratamento estético?

14 de março de 2018

É muito comum logo após o parto algumas mamães procurarem tratamentos estéticos para recuperarem as curvas que tinham antes da gestação.

Em outros casos, correm para melhorar a aparência da pele devido as manchas que surgiram durante a gravidez. Para os casos de tratamentos invasivos a mulher deve esperar no mínimo três meses após o fim da lactação, ou seis meses depois do parto nos casos de mães que não amamentaram.

De qualquer forma, para os tratamentos não invasivos, e graças a tecnologia avançada que temos combinada à capacitação dos profissionais da área, alguns tratamentos estéticos são permitidos no período de amamentação, como os tratamentos faciais, por exemplo, que não têm restrição de tempo. Mas é bem possível que você tenha que esperar o término do período de amamentação para qualquer tratamento, por menor que seja.

Caso haja um incômodo muito grande da qual esteja refletindo na saúde emocional da mulher, procure um cirurgião plástico para debater sobre o assunto e entender se é possível algum tratamento e até quando a mamãe deve esperar.

Fonte: http://www2.cirurgiaplastica.org.br/2018/01/28/maes-que-estao-amamentando-podem-realizar-tratamento-estetico/

Blefaroplastia: Plástica Palpebral

Blefaroplastia: Plástica Palpebral

07 de março de 2018

A plástica palpebral também é chamada de blefaroplastia. Fatores como a idade, textura e tipo da pele, problemas emocionais e herança genética poderão deixar como consequência as seguintes alterações na região das pálpebras:

  • Pele palpebral: excesso, flacidez e alteração da cor;
  • Gordura atrás das pálpebras: aumento do volume e queda (ptose);
  • Músculo palpebral: flacidez e queda (ptose).

Técnica cirúrgica

Através de cortes (incisões) na própria pele das pálpebras que serão retiradas, realiza-se a cirurgia. Essas incisões ficam escondidas numa posição onde ficam imperceptíveis quando os olhos estão abertos. Nesta cirurgia retira-se o excesso de pele das pálpebras inferior e superior, bem como o acúmulo de gordura atrás das pálpebras, além de esticar o músculo palpebral para resultar numa aparência mais jovem da face.

Uma técnica especial, chamada transconjuntival, onde a incisão é feita dentro da mucosa da pálpebra (conjuntiva), faz com que as cicatrizes fiquem internas, ou seja, não são vistas na pele. Entretanto esta técnica só pode ser utilizada em pacientes com excesso de gordura e sem excesso de pele.

Uma outra técnica especial é chamada blefaroplastia subperiostal, onde se consegue na mesma cirurgia tratar a pele, gordura e músculo das pálpebras, bem como elevar a pele do meio da face próxima ao nariz.

Orientações pós-operatórias 

  • Evitar esforços físicos por uma semana;
  • Colírio semelhante à lágrima deve ser usado a cada duas horas (Lacrima Plus colírio);
  • Realizar a higiene dentária normalmente;
  • Retornar a dirigir após sete dias, em média;
  • Usar cremes para face apenas com orientação médica;
  • Não se expor ao sol por no mínimo 2 meses, e usar protetor solar fator 30 ou maior;
  • Compressas com água fria sobre os olhos poderão ser úteis para diminuir o tempo de inchaço (edema) e proporcionar certo conforto pós-operatório. Também pode ser feito com chá de camomila gelado;

Fonte: http://medici.com.br/procedimentos/cirurgia-plastica-masculina/plastica-palpebral-blefaroplastia

Como é feita a cirurgia de lifting facial?

Como é feita a cirurgia de lifting facial?

28 de fevereiro de 2018

A técnica cirúrgica do lifting consiste em deslocar a pele dos músculos faciais e dar alguns pontos nesses tecidos com o objetivo de puxá-los para cima e reverter a flacidez. Em seguida, é feito o reposicionamento da pele, para acompanhar as mudanças da musculatura, e o excesso de pele é retirado.

Por fim, em pacientes com acúmulo de gordura na região da papada, a cirurgia de lifting pode ser associada a uma lipoaspiração no local, melhorando o aspecto.

A cirurgia de lifting fácil é feita com anestesia local com sedação assistida ou então com anestesia geral. Ela dura de 4 a 5 horas, e o tempo de internamento é de 12 a 24 horas. Mas e as cicatrizes?

As cicatrizes do lifting se localizam na parte da frente da orelha, contornando sua parte inferior e podendo se estender até a nuca. Em alguns casos, pode ser necessário que as cicatrizes atinjam também a região das têmporas.

Se houver necessidade de corrigir a musculatura do pescoço em função de um alto nível de flacidez, o cirurgião plástico poderá ter que recorrer a uma incisão com cicatriz abaixo do queixo.

Fonte: https://www.lucianapepino.com.br/blog/cirurgia-plastica/peeling-e-lifting-diferencas/

A Lipoaspiração é perigosa?

A Lipoaspiração é perigosa?

21 de fevereiro de 2018

É comum a ideia de que a lipoaspiração é uma cirurgia perigosa, de grande risco. Isso se deve aos eloquentes relatos pela mídia das complicações advindas de lipoaspirações, realizadas frequentemente em clinicas e até em consultórios.

A lipoaspiração é uma cirurgia segura, desde que realizada com um especialista em Cirurgia Plástica, pois o profissional saberá como lidar com ela e terá todos os recursos necessários para fazê-lo. Mas atente-se!

O verdadeiro especialista em cirurgia plástica além de ter estudado os 6 anos de medicina e se formado médico, tem mais 5 anos de residência em cirurgia plástica, supervisionados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Depois destes 11 anos de intensos estudos, é necessário ainda se aprovado em difícil exame da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. 

Sendo assim, não existe nenhum médico especialista em lipoaspiração não pertencente a esta Sociedade. Vale ainda dizer, que o conselho Federal de Medicina nem reconhece medicina estética como especialidade, sendo os cirurgiões plásticos os responsáveis por este campo cirúrgico.

Fonte: https://www.cirurgiaestetica.com.br/lipoaspiracao-e-mesmo-perigosa/